Diabetes

Bom tarde  gente!!!

Hoje o Dr. Márcio Guimarães Santos nos traz uma matéria sobre diabetes, uma doença silenciosa, muito comum hoje em dia com as opções de tratamento e o esclarecimento de algumas dúvidas.

Aproveitem a leitura, boa semana!!!

Dúvidas e sugestões, escrevam para mim:

vanessa@blogbonecadeluxo.com.br

Afinal… Daqui só se leva o amor…

___________________________________________________________

DIABETES

Diabetes é uma doença muito comum resultante da diminuição da ação ou da quantidade de insulina, que é o hormônio responsável pela utilização da glicose pelo organismo. Não tem cura, mas tem controle, sendo essencial aprender a conviver com ela.

diabetes-sob-controle-dr-couri

Na diabetes tipo um, o pâncreas não consegue produzir insulina suficiente. Os portadores de diabetes tipo 1 necessitam de injeções diárias de insulina para manterem a glicose no sangue em valores normais. Costuma surgir principalmente durante a infância e adolescência.

puntura-insulina

A diabetes tipo 2 é o tipo mais comum de diabetes e corresponde a 90% dos casos. Geralmente, ocorre em pessoas que estão acima do peso ideal e com mais de 40 anos de idade. Neste tipo de diabetes a insulina é produzida, no entanto sua ação é dificultada pelo excesso de peso, o que é conhecido como resistência insulínica, uma das causas de HIPERGLICEMIA. Sendo assim, apesar de produzir insulina, ela não consegue fazer efeito.

Os principais sintomas da diabetes costumam ser:

  • sede intensa
  • urina em excesso e coceira no corpo e podem se manifestar em qualquer idade.

Assim, na presença destes sintomas, principalmente se também existirem casos de diabetes na família, é recomendado fazer o exame de glicemia de jejum para verificar a taxa de açúcar no sangue. Caso seja diagnosticado diabetes, o tratamento deve ser iniciado para controlar a doença e evitar suas complicações. É importante conhecer a doença e saber o que fazer para mantê-la controlada.

pulseira-de-silicone-alerta-medico-diabetes-tipo-2-13001-mlb20070333437_032014-f

A diabetes tipo 2 é uma doença que não possui cura, mas também é uma condição que pode ser controlada em busca de uma melhor qualidade de vida. Não é fácil a mudança no estilo de vida, porém, pequenas mudanças no dia-a-dia farão um bem enorme à sua saúde. Algumas dicas contribuem para uma vida saudável: se alimentar de forma saudável, praticar atividades físicas procurar sempre orientações e assistência à saúde.

A alimentação é parte importante do tratamento da diabetes e ajuda a manter a glicose próxima dos valores ideais. A alimentação saudável é aquela que atende as necessidades nutricionais de cada indivíduo, com a ingestão de alimentos de qualidade e em quantidades adequadas. Este tipo de alimentação deve conter todos os nutrientes: carboidratos, proteínas, gorduras, vitaminas, sais minerais, fibras e água.

Carboidratos: preferir arroz integral, pão integral, feijão, lentilha, massas de trigo integral e frutas. Proteínas: preferir leite semidesnatado ou desnatado, queijos magros (brancos como ricota e frescal light). Consumir peixes semanalmente, evitando preparações fritas. Gorduras: preferir óleos vegetais como azeite de oliva, óleo de soja, milho ou girassol. Os óleos devem ser usados com moderação. Vitaminas e sais minerais: Frutas, verduras, legumes, leite, iogurte, queijos magros e cereais integrais (aveia, granola, trigo, linhaça). Fibras: Frutas, verduras, legumes, linhaça, aveia e farelo de trigo e leguminosas (grãos dentro de favas) como lentilha, soja e feijão.

graos-na-alimentacao-graos-na-alimentacao-alimentacao-saudavel-fibras-e-graos

Praticar uma atividade física regular, pois a glicose é utilizada pelos músculos como combustível e, quanto mais atividades praticadas, menos glicose ficará circulando no sangue. Além disto, também melhora o perfil lipídico (aumentando o colesterol bom e diminuindo o colesterol ruim), diminuindo os riscos de doenças do coração e das veias como infarto e derrame. Está cientificamente provado que os exercícios físicos ajudam a: manter a glicose equilibrada, controlar o peso, reduzir a pressão arterial, evitar as doenças do coração, melhorar a qualidade de vida e o bem-estar. A frequência do exercício deve ser de três a cinco vezes por semana, com duração diária de 30 a 60 minutos.

saude-na-praca-atividade-fisica-no-bairro-do-limao-divulgacao

O tratamento da diabetes tem como alicerce as mudanças de estilo de vida (alimentação saudável e atividade física) e tratamento medicamentoso (medicações de uso oral e injetável).

Se a diabetes não for tratada e a glicose permanecer acima do recomendado pelo seu médico por muito tempo, podem surgir problemas nas veias muito finas, como as dos rins (nefropatia diabética), dos olhos (retinopatia diabética) e dos nervos (neuropatia diabética). Alguns pacientes com diabetes podem também desenvolver entupimentos em veias mais grossas, como as do coração, do cérebro ou das pernas. Esses problemas, às vezes, se tornam um grande transtorno.

Ao menor sintoma procure um médico e faça exames de prevenção a cada seis meses.

vimarc

Ne Thomé
16 de novembro de 2016
 •  medicina  Saúde e Bem Estar  Variedades  •     
Entre em contato